sábado, 16 de maio de 2009





















fantastic bordel brazílis

trafego entre o erótico sócio político
não tenho vergonha de ser crítico
muito pelo contrário
otário é aquele que é cego
tem olhos mas inda não vê
eu tenho orgulho do que carrego
e levo pra dentro de você

esta cidade ainda cabe
no extrato do submundo
ou em qualquer curral clandestino
o poço aqui tá no fundo
- e quem sabe do seu destino –

Telhados de Vidro aos 4 Ventos

sopra
um vento
forte
às margens
do Paraíba
vem do sul
ou vem do norte
dou a minha cara
a tapa
se
não vem da lapa
do convento
de nossa senhora
dos enterros
das barbas
do ururau
enchente
dos afogados
toneladas de peixes
mortos
em noites
de carnaval
e bois
que nem sabem
o destino
mesmo dentro
do matadouro
não sabem
de pai João
nunca viram
mãe Maria
só sabem
o que o outro
dizia
sendo verdade
a mentira
nunca ouviram
João Nogueira
muito menos
Pixinguinha
nem Paulinho da Viola
pois essa música
não dá grana
nem voto
nas eleições
pelo contrário
essa música
desperta o povo
calado
lhe ensina
a falar grosso
saber que no tutano
tem osso
que a língua
e ferramenta
pro alvoroço
faca
afiada no pescoço
na jugular
de qualquer vento


mas sopra
um vento forte
às margens
do paraíba
vem do sul
ou vem do norte
dou a minha
cara a tapa
se esse vento
não vem da lapa
montado
em cavalos
alegóricos
em santos
de romaria
até em cordeiros
das índias
como se
o primeiro de maio
fosse dois fevereiro
e a Mocidade
de Padre Olívácio
não fosse
oculta independente
no inconsciente coletivo
e o povo que é muito vivo
sacou
a história da grana
e as barganhas
do vendaval
e foi aí que
o Santo Guerreiro
Ogum de samba
e terreiro
triturou o Ururau.



mamãe é brega
mas é xique

ouve Caetano
e assiste o canal Brasil


e xinga
a mediocridade

porque sabe
que toda cidade

não é a puta que pariu!







?

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná