quarta-feira, 10 de junho de 2009




Ou uma Rosa
Meus caros, recebi um poeminha de título Vacina, enviado pelo e-mail foicenova@gmail.com o autor chama-se Célio Pedreira, que pelos vestígios é um poetinha inventado assim as pressas. Mas como recebi, e não sou de jogar fora as coisas que recebo postei lá no blog http://associaodosblogueirosdesocupados.blogspot.com Mataram a Poesia e Célio Pedreira Jura Que Não Foi Ele.
Tem um Chuvisco Ou Uma Rosa quem adivinhar quem é o autor.




Um comentário:

a disse...

Olá
Tomei conhecimento aqui sobre um comentário sobre o meu poema "VACINA". Aceito o comentário na medida que aceita-se todo balançar na rede de computadores. Mas gostaria de pedir desculpas por haver enviado um poema para vosso email. Foi somente uma tentativa de alcançar outros pares por esse Brasil, por haver descoberto vosso envolvimento no universo da arte. Ao mesmo tempo venho apresentar-me: Célio Pedreira - com alguns escritos no sítio www.veropoema.net (gentileza passar por lá). Resido no sertão do Tocantins, na cidade de Porto Nacional. Grato.

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná