fulinaíma

sexta-feira, 26 de junho de 2009





Dia 12 julho domingo das 15:00h
Até a madrugada do dia 13 de julho
Dia 13 julho horário a definir
Dia Internacional do Rock
Local: Shooping Estrada
Uma homenagem Ao Avyador do Rock Luizz Ribeiro
Luz Sombras Rock And Roll e Poesia
vídeo com múscia de luizz ribeiro e poeia de artur gomes
filmado no Sesc Campos, 2007 - com trilha sonora extraída do CD fulinaíma sax blues poesia
Blog IN Rock, Blues, MPB, Reggae,
Teatro, Poesia & Baratos Afins
já confirmada as participações de:
Lolô, Cris Dalana, França, Álvaro Manhães, Ângelo Nani, Bia Reis, Harlem Pinheiro, Nelsinho Meméia(Blues Band Vidro), Reubes Pess Band, Evolução das Espécie, Adriana Medeiros, Grupo de teatro Nós na Rua(São João da Barra, Lene Moraes, Renato Arpoador, Leo Navarro, Dalton Freire, Artur Gomes e Fernando Guru.
Na produção: Romualdo Braga, Wellington Cordeiro, Harlem Pinheiro, Gustavo Rangel, Nick Ferreira, Leo Navarro, Nelsinho Meméia, Alexandro Florentino e Artur Gomes

Fulinaimagem

o que trago embaixo as solas dos sapatos
é fato
bagana acesa sobra do cigarro
é sarro
dentro do carro ainda ouço Jimmi Hendrix
quando quero
dancei bolero
sampleAndo rock and roll
pra colher lírios há que se por o pé na lama
a seda pura é foto síntese do papel
tem flor de lótus nos bordéis Copacabana
procuro um mix da guitarra de Santanna
com os espinhos da Rosa de Noel
Artur Gomes
CarNAvalha Gumes
Marca Registrada
não tem problemas
te encontrar na cama
do teu governante
eu sempre soube tua fome
era de poder
e esse teu amante babay
esse teu amante
sempre foi um grande ditador
não entro nessa de pensar que a vida
é marca registrada
numa dissonante o meu rock and roll
pode ser que eu ganhe um chifre em minha cara
mas o prazer que eu tenho
é estar debaixo do teu cobertor
arturgomes/luizz ribeiro
gravada no vinil Muito Prazer - 1992
e no CD fulinaíma sax blues poesia - 2002
A Cor da Pele
áfrica soul raíz & raça
orgia pagá na pele do poema
couro em chagas que me sangra
alma satã na carne de ipanema
o negro na pele é só pirraça
de branco na cara do sistema
no fundo é amor que doud e graça
dou mais do que moça no cinema
arturgomes/luizz ribeiro
gravada no CD fulinaíma sax blues poesia - 2002
Boca do Inferno
por mais que te amar seja uma zorra
eu te confesso amor pagão
não tem de ter perdão pra nós
eu quero mais é teu pudor de dama
despetalando em meus lençóis
e se tiver que me matar que seja
e se eu tiver que te matar que morra
em cada beijo que te der amando
só vale o gozo quando for eterno
infernizando os céus
e santificando a boca do inferno
arturgomes/luizz ribeiro
gravada no CD fulinaíma sax blues poesia - 2002
IndGesta
uma caneta pelo amor de deus
uma máquina de escrever
uma câmera por favor
um computador
nem que seja pós-moderno
vamos fazer um filme
vamos criar um filho
deixa eu amar a lidia
que a mediocridade desta idade mídia
não coca cola mais nem aqui nem no inferno
arturgomes/luizz ribeiro
registrada neste vídeo gravado no lion groove studi0






Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná