sexta-feira, 3 de julho de 2009




Virada Cultural Solidária

Blog IN Rock, Blues, MPB, Reggae, Teatro, Poesia & Baratos Afins
Homenagem ao Avyador do Rock Luizz Ribeiro

Dia 12 julho, domingo, a partir das 15h
Dia 13 julho, segunda-feira, a partir das 20h
(Dia Internacional do Rock)
Local: Área atrás do Shopping Estrada

Será uma verdadeira maratona musical com a participação de diversas bandas e músicos da região. No local estará sendo comercializado os CDs da Banda Avyadores do Brazil, com renda destinada ao tratamento de saúde do músico Luiz Ribeiro.

Luizz Ribeiro por Luiz Ribeiro

- Sou músico, entre outras atividades e formação como a maioria dos brasileiros. Tive a honra de participar da formação lá nos anos 70 da primeira rock band da minha aldeia, a famigerada Lúcia Lúcifer em Campos dos Goytacazes, um lugar onde o esporte favorito é falar mal da mesma, e olha que não faltam motivos... No entanto é linda a visão da planície quando se volta pra casa (pergunte pra Alice ou pra Mary)... Falo porque gosto e assumo o suprassumo dessa bagunça organizada chamada rock'n'roll. O legal é que as coisas mudam sempre, e no começo, quando tocava guitarra, procurando bends de blues com fuzz-o, muitas pessoas diziam que não podia,era barulho-mau-gosto-antibrasileiro e alguns nomes feios. Hoje ganho um dinheirinho (papel pintado é reconhecimento) fazendo a mesma coisa... Creio que eu estava certo. Não acredito em música pela música, ela é um código de comunicação muito poderoso. Tem que ter atitude, sinceridade e não pode faltar coragem, porque há de se pagar o preço. Os "certinhos" que me perdoem ou não, mas tesão musical é fundamental!

Quem tem tesão não tem tédio, sexo diário é o melhor remédio, vamos partir pra cima senão a gente fica por baixo (Eliakin Rufino)

GOYA TACÁ AMOPI
ao criar todo o universo
deus foi com campos perverso
tal como diz a piada
em terras de massapê
de vista a se perder
semeou povinho de nada
dizem ser deus brasileiro
mas eu digo que é fuleiro
o deus que fez isto aqui
pois quando criou o mundo
não hesitou um segundo
em esta terra punir
é praga de goitacá
é praga de mungunzá
é praga de jesuíta
é tanta desgraça junta
que ninguém mais se pergunta
por que terra tão maldita
e pensar que o paraíba
rasgando a serra em ferida
um dia pariu a planície
enfeitou-a de ingazeiros
e de pássaros trigueiros
e por fim nos deu habite-se
e nos deu tanta riqueza
que engalanada nobreza
pra do povo se servir
não mediu regras e esforços
dizimou a indiada
escravizou a negada
sem pena, dó ou remorso
e em seus campos primeiros
semeou mato brejeiro
transformando em aceiro
este jardim de delícias
cultuado em prosa e verso
por poetas ufanistas
“Ó Paraíba, ó mágica torrente
Soberana dos prados e vergéis
Por onde passas como um rei do oriente
Os teus vassalos vêm beijar-te os pés”
eta destino perverso
que pra ti deus reservou
pois onde o verde se espraia
chove fuligem nas saias
do santíssimo salvador
pois dele é mais que preciso
proteger-se do inimigo
que em teus brejais hoje grassa
pois tanto que lhe usurparam
tanto que lhe ultrajaram
tanto lhe vilipendiaram
que caístes em desgraça
apesar do ouro negro
és em si nosso degredo
em ti somos expatriados
de ti somos extirpados
nada do que é seu é nosso
trazemos no peito remorso
já não temos amor próprio
mais andamos cabisbaixos
sem saber pronde seguir
goya tacá amopi
o que fizeram de ti
nesta virada de século
foi um estupro perverso
de colo seio e gentio
que em nada lembra o bravio
e ancestral goitacá
goya tacá amopi
mais que nunca precisamos
as tuas rédeas tomar
e recantar com prazer
os versos de azevedo
na música de perissé
e de você nos orgulhar
“Campos Formosa, intrépida amazona
do viridente plaino goitacás
predileta do luar como Verona
terra feita de luz e madrigais”

antonio roberto kapi

COYOTE CHEGA AO NÚMERO 19
COM ENTREVISTA INÉDITA
DE JOÃO CABRAL

Entrevista inédita de João Cabral de Melo Neto, feita em 1993, conto do norte-americano Donald Barthelme, traduções da poeta espanhola radicada no Paraguai, Montserrat Alvarez, e uma história em quadrinhos de Teo Adorno, com roteiro de Luiz Bras, são destaques do novo número da revista

Quando estava morando em Barcelona, tinha acabado de escrever e publicar a Psicologia da Composição e estava certo de que não iria mais escrever poesia. (...) Tinha a impressão que havia chegado a um extremo tal de intelectualismo, por assim dizer, com a Psicologia da Composição, que não tinha mais sentido seguir naquele caminho." A revelação surpreendente de João Cabral de Melo Neto dá o tom da entrevista feita pelo poeta gaúcho Thomaz Albarnoz Neves, no outono de 1993 – um dos destaques da nova edição da revista Coyote.
Com sua linha editorial calcada na radicalidade e na diversidade de vozes e visões artísticas, Coyote 19 mostra também uma nova safra de poemas de Ademir Assunção e Annita Costa Malufe, a densa e atormentada dicção da poeta espanhola radicada no Paraguai, Montserrat Alvarez, em poemas traduzidos por Luiz Roberto Guedes, contos de Marcelo Maluf e Reni Adriano, poemas do norte-americano George Oppen (traduzidos por Ruy Vasconcelos) e da portuguesa Ana Luísa Amaral, além de quadrinhos da dupla Teo Adorno e Luiz Bras.
A revista apresenta ainda um conto do norte-americano Donald Barthelme (traduzido por Caetano Waldrigues Galindo) e ensaio fotográfico do londrinense Rogério Ivano.
Em seus sete anos de atividade, Coyote prossegue abrindo espaço para novos autores, resgatando e apresentando nomes importantes das letras e das artes, de épocas e lugares diferentes, instigando a reflexão e a criação literária. A revista é patrocinada pelo PROMIC (Programa Municipal de Incentivo à Cultura) da cidade de Londrina.
COYOTE é editada pelos poetas Ademir Assunção, Marcos Losnak e Rodrigo Garcia Lopes. Projeto gráfico de Marcos Losnak. Distribuição nacional (em livrarias) pela Editora Iluminuras.

COYOTE 19 // 52 páginas // R$ 10,00
Uma publicação da Kan Editora. Vendas em livrarias de todo o país pela Editora Iluminuras – fone (11) 3031-6161 (site: www.iluminuras.com.br). Pode ser adquirida também na internet pelo Sebo do Bac: www.sebodobac.com

Contatos:

losnak@onda.com.br/

rgarcialopes@gmail.com/

zonabranca@uol.com.br

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná