fulinaíma

sábado, 4 de julho de 2009




wermer além da alma - césar castro transpirações gráficas


Campos dos Goytacazes, 04 de julho de 2009.
Ao: Sr. Suledil Bernardino e a quem interessar possa.

CONTRA O MEDO, A CORAGEM!


“Provisoriamente não cantaremos o amor,
que se refugiou mais abaixo dos subterrâneos.
Cantaremos o medo, que esteriliza os abraços,
não cantaremos o ódio porque esse não existe,
existe apenas o medo, nosso pai e nosso companheiro,
o medo grande dos sertões, dos mares, dos desertos,
o medo dos soldados, o medo das mães, o medo das igrejas,
cantaremos o medo dos ditadores, o medo dos democratas,
cantaremos o medo da morte e o medo de depois da morte,
depois morreremos de medo
e sobre nossos túmulos nascerão flores amarelas e medrosas”.

Carlos Drummond de Andrade

Continuou a nos causar estranheza quando, nesta última semana, ao entrarmos no site oficial da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes, encontramos um matéria do Sr. Suledil Bernardino, Controlador Geral da PMCG, afirmando que a mesma já repassou 12 milhões aos prestadores de serviço da área de saúde municipal.

Que nos pesem a seriedade e dedicação com que o Sr. Suledil Bernardino desempenha suas funções, zelando de forma radical e, excepcionalmente cautelosa, pela aplicação do dinheiro público sob seu controle, a redação do texto pode parecer aos mais desavisados e àqueles que não acompanham, de perto, o complexo desenrolar dessa “parceria”, que a PMCG tem sido uma “mãe caridosa e bondosa” que promoveu a “doação” de milhões a 06 (seis) instituições, hospitalares e filantrópicas, desprezando um fato da maior importância: pagou por serviços realizados por terceiros, já que o poder público municipal não consegue, não quer ou não pode, no momento, garantir a sua prestação à população, seja por qual motivo for, não vem ao caso.

Pagou, Sr. Suledil, o mês de dezembro do exercício de 2008, fato corriqueiro e comum em qualquer nível de administração (e o senhor sabe disso, já que não é a primeira vez que ocupa uma função pública) porque seria impossível não fazê-lo, uma vez que só se recebe o pagamento após a correta prestação de contas e o mês de dezembro terminou no dia 31, o que fez com que as contas só fossem apresentadas no início de janeiro do corrente ano, coincidindo com a posse da nova Chefe e sua equipe no Executivo Municipal.

A Liga Espírita de Campos, mantenedora do Hospital Psiquiátrico Dr. João Viana, ratifica o recebimento de R$450.000,00 (quatrocentos e cinqüenta mil reais), sendo R$150.000,00(cento e cinqüenta mil reais) relativos ao mês de dezembro de 2008, pagos em 07/04/2009 e R$300.000,00 (trezentos mil reais) referentes aos meses de janeiro, fevereiro e março de 2009.
A Liga Espírita de Campos, mantenedora do Hospital Psiquiátrico Dr. João Viana, solicita o pagamento dos serviços relativos aos meses de abril, maio e junho, já que os mesmos se encontram em atraso injustificável.

Sr. Suledil Bernardino, um hospital não pode parar! Especialmente, um hospital psiquiátrico, que possui pacientes com um perfil diferenciado dos hospitais gerais, mas todos criaturas humanas, tão humanas que o escritor, poeta e dramaturgo francês, Antonin Artaud, chegou a afirmar: "A loucura enuncia para a sociedade, verdades que são insuportáveis.”

E o Hospital Dr. João Viana não vai parar! Não vai parar porque é o MAIOR AMBULATÓRIO DE SAÚDE MENTAL DA REGIÃO E DO INTERIOR DO ESTADO, fazendo um atendimento/mês superior a 2.800 consultas e acompanhamentos.

O Hospital Dr. João Viana não vai parar, Dr. Paulo Hirano, Secretário Municipal de Saúde, graças aos seus 15 (quinze) psicólogos, 06 (seis) psiquiatras, uma assistente social e uma terapeuta ocupacional que, como a Dra. Nise da Silveira dizia “... atentam contra as estabilidades. Vivem intensamente até perderem-se de si” e, por isso, jamais pararam e não vão parar, mesmo tendo recebido o seu último salário em 29 (vinte e nove) de abril passado.

O Hospital Dr. João Viana não vai parar, Sra. Rosinha Garotinho, Prefeita de Campos dos Goytacazes, porque os nossos internos e assistidos tem sido os nossos melhores professores na “emoção do lidar”, pintando de tons coloridos aquilo que pode parecer preto e branco. E, nestes momentos mágicos do lidar com os “estados do ser”, temos aprendido a não ceder às pressões e insensibilidades. Ao contrário, queremos, antes, estremecê-las e, assim, contrariando o nosso poeta maior, Drummond, fazer com que nasça, em nossas sepulturas, uma rosa vermelha, que exacerba na cor e no perfume, o tom forte das grandes paixões, em especial, de um “louco amor”!

Atenciosamente,
A Diretoria da Liga Espírita de Campos.

Em tempo: os nossos técnicos são pessoas iguais a nós: necessitam comer, vestir, comprar remédios, usar meios de transporte; pagar impostos, aluguel, luz, água, telefone; tem filhos, cônjuges e outras necessidades inerentes aos cidadãos em pleno exercício da sua cidadania!
fonte: Cristina Lima por -email
RESPOSTA DA SRA. CRISTINA
LIMA AO "ANÔNIMO DAS 10:54"
Lamentando ter que usar o tratamento “anônimo das 10:54”, como fui citada, sinto-me no dever e no direito de esclarecer os pontos levantados pelo mesmo:

Não tenho hábito de tratar pessoal e particularmente, assuntos públicos, pois as declarações do Controlador Geral foram publicadas no site oficial da PMCG. Portanto, não havia, nem há porque tratá-las de outra forma, pois seria dar “tratamento de comadre” a assunto dos mais sérios, no qual várias outras instituições também foram citadas.

Fiz parte sim do Governo do Dr. Alexandre Mocaiber, como também fiz do Governo do Senhor Anthony Garotinho e Sergio Mendes e, nunca, meu nome foi envolvido em qualquer ato ilícito! Você, “ anônimo das 10:54”, por certo deve fazer parte do que eu também chamo de desgoverno, a atual gestão! Assim sendo, tenha você a conversinha de comadres com seus superiores, mas deve saber que mandar mesmo só uma pessoa manda . Sim, é ele mesmo: no desgoverno da terceirização, quem manda é o prefeito terceirizado !

É muito perigoso, “anônimo das 10:54”, emitir juízos de valor, quando, hoje, existe a SUSPEIÇÃO (está na mídia e alguns processos em curso) de: nepotismo, licitações viciadas, favorecimentos ilícitos, contratações irregulares, funcionários sem receber, compra de votos, superfaturamento de shows, etc., que, por si só, poderiam caracterizar um (des)governo, mas não serei leviana e prefiro aguardar que a história e o povo julguem.

No (des)governo a que o “anônimo das 10:54” se refere, eu respondia, apenas, pela Área Administrativa da Liga Espírita de Campos, só passando a acumular com a Área Financeira a partir de janeiro do corrente ano. Foi, então, que passei a sentir, mais de perto, as agruras relatadas nas cartas, ASSINADAS, da Liga Espírita de Campos. A saúde pública municipal sempre enfrentou problemas, mas nada que chegasse às situações-limite dos dias atuais. Aliás, se não me falha a memória, houve maior turbulência, em 2008, após o governo dos 43 dias que, com sua ação policialesca e inoperante, fez com que o calendário dos repasses fosse por água abaixo.

Estive na Presidência da Fundação Teatro Municipal Trianon de maio a dezembro de 2008. Que eu saiba, os únicos shows nacionais realizados foram os quatro da Festa São Salvador e que, até o momento, não fui notificada, por nenhum órgão, de superfaturamento. Os demais foram shows com artistas da terra, cujo cachê variava de R$1.000,00 a R$6.000,00, sendo que este valor era pago a um único artista, Dom Américo, ficando todos os outros grupos com o teto de R$4.000,00. Pode ser, “anônimo das 10:54”, que esteja se referindo aos shows nacionais de janeiro último (verão/2009), pois atendendo a um pedido do Sr. Marcos Soares, Coordenador do Verão, deixei todos os cheques assinados, pois entendi que o povo campista, já tão sofrido com tantos acontecimentos degradantes, não poderia ser frustrado na expectativa do verão, não merecendo uma atitude diferente de minha parte. E, por isso, a pedido daqueles a quem você serve, corri o risco de assinar despesas com o orçamento de um exercício, que seriam levadas a efeito no exercício seguinte. Agora, se superfaturaram depois que eu saí, aí é outro negócio!...Você, “anônimo das 10:54”, deve colocar a mão na consciência e cobrar dos seus parceiros e colegas de ideal a explicação. CONSCIENTEMENTE, só posso falar dos meus atos, os quais ASSINO EMBAIXO!!
Cristina Lima

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná