fulinaíma

terça-feira, 24 de agosto de 2010

O documento histórico: Carta dos Blogueiros Progressistas

artur gomes - http://collagensfulinaimicas.blogspot.com

A lição de casa do blogueiro aprendiz: disseminar o documento

Como bom iniciante e aprendiz, e por não ter participado ativamente do 1º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, cumpre-me o dever de fazer a lição de casa. Como faltoso do evento posto hoje a repercussão do evento que será referência futura para este fenômeno da comunicação no país. Hoje celebro este encontro, um dia após o encerramento do pioneiríssimo encontro, um sucesso de público, mais de 330 blogueiros de 19 estados da federação estiveram presentes e trouxeram suas experiências e diferentes óticas para o aprofundamento da democracia informacional, da multidiversidade temática, do diálogo da diferença e da possibilidade de outros pontos de vista obterem espaço e divulgação na rede.

A blogosfera brasileira encara seus maiores desafios e se apresenta como fonte viável de informação, muitas vezes corrigindo os rumos plantados pelas desinformações sistemáticas da velha mídia, dos jornalões e suas jogadas. Desmonta factóides, denuncia e informa as pessoas, ganha cada vez mais credibilidade e acessos e já apresenta alguns exemplos sustentáveis economicamente.

A rede de blogueiros que se divulga e se fortalece, estabeleceu seu marco histórico em São Paulo, apontou os novos caminhos e lutas para travar. A carta do encontro defende a liberdade de expressão, especialmente na internet, democratização da comunicação e da banda larga no Brasil, essenciais para tornar a informação sem donos, sem rótulos, mais local, sem perder a universalidade, diversa e popular.

Para tal a blogosfera progressista apóia o PNBL, projeto do governo para a universalização da internet rápida, e crê que seja uma ferramenta de valor inestimável para tornar mais democrático o acesso à internet no Brasil, a custos muito mais baixos que os praticados hoje.

Leia na íntegra: http://palavras-diversas.blogspot.com/


Carta dos Blogueiros Progressistas

“A liberdade da internet é ainda maior que a liberdade de imprensa, na medida em que a imprensa compreensiva do rádio e da televisão se define como serviço público sob regime de concessão ou permissão, ao passo que a internet se define como instância de comunicação inteiramente privada”

Ministro AyresBritto

Em 21 e 22 de agosto de 2010, homens e mulheres de várias partes do país se reuniram em São Paulo, no Sindicato dos Engenheiros, com a finalidade de materializarem uma entidade, inicialmente abstrata, dita Blogosfera, a qual vem ganhando importância no transcurso desta década devido à influência progressiva que passou a exercer na comunicação e nos grandes debates públicos.

A Blogosfera é produto dos esforços de pessoas independentes das corporações de mídia, os blogueiros progressistas, designação que alude àqueles que, além de seus ideais humanistas, ousaram produzir o que já se tornou o primeiro meio de comunicação de massas autônomo. Contudo, produzir um blog independente, no Brasil, ainda é um ato de heroísmo porque não existem meios sólidos de financiamento para exercer a atividade profissionalmente, ou seja, obtendo remuneração.

Em busca de soluções para as dificuldades que persistem para que a Blogosfera Progressista siga crescendo e ganhando influência em uma comunicação de massas dominada por um oligopólio poderoso, influente e, muitas vezes, antidemocrático, os blogueiros progressistas se unem para formularem aspirações e propostas de políticas públicas e pelo estabelecimento de um marco legal regulatório que contemple as transformações pelas quais a comunicação está passando no Brasil e no mundo.

Com base nesse espírito que permeou o 1º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, os participantes deliberaram em favor dos seguintes pontos:

I – Apoiamos o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), de iniciativa do governo federal, como forma de inclusão digital de expressiva parcela do povo brasileiro extemporaneamente alijada de um meio de comunicação de massas como a internet no limiar da segunda década do século XXI, o que é inaceitável e incompatível com os direitos fundamentais do homem à comunicação em um momento histórico em que os avanços tecnológicos nessa área já são acessíveis a qualquer cidadão de qualquer classe social nos países em estágio civilizatório mais avançado.

Apesar do apoio ao PNBL, os Blogueiros Progressistas declaram que, mesmo entendendo a iniciativa governamental como positiva, julgam que precisa de aprimoramento, pois da forma como está ainda oferece pouco para que a internet possa ser explorada em todas as suas potencialidades. A velocidade de processamento a ser oferecida à sociedade sem cobrança dos custos exorbitantes da iniciativa privada, por exemplo, precisa ser ampliada ou não realizará aquilo a que se propõe.

2 – Defendemos a regulamentação dos Artigos 220, 221 e 223 da Constituição Federal, que legislam sobre a comunicação no Brasil e, entre outras coisas, proíbem a concentração abusiva dos meios de comunicação de massa e que dispõem sobre os sistemas público, estatal e privado.
Por omissão dos Poderes Executivo e Legislativo na regulamentação da matéria e sob sugestão do eminente professor Fabio Konder Comparato, os Blogueiros Progressistas decidem mover na Justiça brasileira uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) com vistas à regulamentação das leis que determinam profundas alterações na realidade da comunicação no Brasil supra descrita e que vêm sendo solenemente ignoradas.

3 – Combatemos iniciativas que tramitam no Poder Legislativo tais como o Projeto de Lei de autoria do senador mineiro Eduardo Azeredo, iniciativa que se notabilizou pela alcunha de “AI-5 digital” e que pretende impor restrições policialescas à liberdade de expressão na rede mundial de computadores, bem como as especulações sobre o que se convencionou chamar de “pedágio na rede”, ou seja, a possibilidade de os grandes grupos de mídia poderem veicular seus conteúdos na internet com vantagens tecnológicas como capacidade e velocidade de processamento em detrimento do que for produzido pelos cidadãos comuns e pelas pequenas empresas de comunicação.

4 – Reivindicamos a elaboração de políticas públicas que incentivem a veiculação de publicidade privada e oficial remuneradas nos blogs, bem como outras formas de financiamento que efetivamente viabilizem essa forma de comunicação representada pela Blogosfera Progressista, de maneira que possa ser produzida por qualquer cidadão que disponha de competência para explorar seu potencial econômico e comercial, exatamente como fazem os meios de comunicação de massas tradicionais com amplo apoio do Estado por meio de fartas verbas públicas que, com freqüência, são repassadas sob critérios meramente políticos e que ignoram a orientação constitucional que determina pluralidade na comunicação do país.

5 – Cobramos dos Poderes Executivo e Legislativo que examinem com seriedade deliberações da 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) como a da criação do imprescindível Conselho Nacional de Comunicação.


6 – Deliberamos pela instituição de um Encontro Anual dos Blogueiros Progressistas, que deve ocorrer, sempre que possível, em diferentes capitais para que um número maior de unidades da Federação tenha contato com esse evento e, em algum momento, com o universo da blogosfera.

7 – Lutaremos para instituir núcleos de Apoio Jurídico aos Blogueiros Progressistas, no âmbito das tentativas de censura que vêm sofrendo sobretudo por parte da classe política e de grandes meios de comunicação de massas.

São Paulo, 22 de agosto de 2010

Altamiro Borges
Conceição Lemes
Conceição Oliveira
Diego Casaes
Eduardo Guimarães
Luis Nassif
Luiz Carlos Azenha
Paulo Henrique Amorim
Renato Rovai
Rodrigo Vianna

fonte: http://www.blogcidadania.com.br/



Encontro nacional de blogueiros "homenageia" Judith Brito e Serra

Uma proposta do jornalista Paulo Henrique Amorim levou ao riso os mais de 300 participantes do 1º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, neste sábado (21/8), em São Paulo. Em resposta ao presidenciável tucano José Serra — que na quinta-feira (19) classificou as páginas alternativas da web de “blogs sujos” —, PHA propôs que a próxima edição do Encontro, em 2011, agracie Serra com uma premiação nada lisonjeira.

“Serra é um tuiteiro medíocre e merece o prêmio de blog mais sujo da internet. Proponho dar a ele o Troféu Cascão”, ironizou o jornalista da TV Record e do Conversa Afiada, numa referência ao personagem imundo da Turma da Mônica que não tomava banho. “Vamos ajudar o financiar o Cloaca News, que entrará na Justiça para que Serra diga quem são os blogs sujos”, agregou Paulo Henrique.

Luis Nassif minimizou igualmente a baixaria do candidato do PSDB à Presidência. “A declaração do Serra é o melhor diploma — o melhor reconhecimento — que nós podemos ter”, disse ele, que também chamou Serra de “babaca”. E afirmou mais: “Me perguntam em quem vou votar nestas eleições. Eu quero impedir a vitória de Serra. Se ele vencer, terá nas mãos o poder da mídia e o poder do Estado”.

As relações entre imprensa e política justificaram outra escolha do dia. Enquanto a premiação a Serra fica para o ano que vem, o troféu “O Corvo de 2010”, oferecido também pela blogosfera progressista, já tem dono. Na verdade, uma dona. Por aclamação, os blogueiros presentes ao encontro elegeram Judith Brito como símbolo do que há de mais conservador e agourento na grande mídia.

Concorrência não faltava à diretora-superintendente da Folha de S.Paulo e presidente recém-reeleita da ANJ (Associação Nacional dos Jornais). Mas o fator decisivo para a “vitória” de Judith foi sua confissão de que hoje a grande mídia — e não o PSDB ou o DEM — é que realmente desempenha o papel de oposição ao governo Lula. Com Judith, o chamado PiG (Partido da Imprensa Golpista) mostrou, sem cerimônias, sua verdadeira face.

Diversidade

A resistência à mídia hegemônica e a oposição ao ideário direitista de Serra são pontos consensuais num Encontro que, contraditoriamente, demonstrou e enalteceu a diversidade da blogosfera. Nem todos os participantes são de blogs que se debruçam sobre as eleições presidenciais ou os abusos da grande imprensa. É o caso de Débora Maria da Silva, líder do movimento Mães de Maio.

À frente de um blog que leva o mesmo nome de seu movimento, a ativista aderiu à mídia alternativa devido aos acontecimentos que abalaram o estado em maio de 2006. Em retaliação à ofensiva do PCC (Primeiro Comando da Capital) sobre o sistema penitenciário e policial no estado, agentes de segurança exterminaram 562 pessoas naquele mês – “mais do que a ditadura” liquidou em 21 anos. Uma das vítimas, lembra Débora, foi uma mulher grávida que estava a três dias de fazer cesariana.

“São Paulo é um estado capitalista e autoritário”, denunciou Débora, ao lado de Nassif e PHA, na mesa de abertura do Encontro. Segundo ela, é à blogosfera que os movimentos devem recorrer para lançar seus pontos de vista e tentar sensibilizar a opinião pública. “O blog é um espaço democrático para nos manifestarmos. Não podemos deixar que barrem o direito de pensar do brasileiro, e a luta só se ganha com pressão.”

Triunfo do campo de cá

Nassif, ao analisar a relevância da blogsfera, também saudou o “momento histórico” da mídia alternativa, de que o Encontro é um contundente exemplo. Para ele, a frente de blogueiros ajudou a derrubar uma ofensiva da grande mídia, iniciada em 2005 com o proósito de derrubar, via impeachment, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Nassif não poupou críticas à irresponsabilidade da grande mídia, especialmente da Veja e de seus “blogs intolerantes, divulgando o preconceito”.

Segundo Nassif, essa guerra acabou – com triunfo do campo progressista. “É o fim de um de um ciclo em que a mídia se tornou uma máquina de triturar reputações. O que nos uniu foi a luta monumental contra a ultradireita, para garantir os direitos básicos da sociedade civil”, afirma. “Vem um grande país pela frente, e nós temos o orgulho de dizer que participamos dessa construção.”

Paulo Henrique Amorim acredita que, apesar da “derrota fragorosa de Serra”, a grande mídia segue poderosa e influente. “Temos pela frente uma batalha pela liberdade de expressão. O PiG resiste, tem bala na agulha e vai resistir. Nós temos de lutar contra ele”, discursou.

A seu ver, o enfrentamento requer financiamento e resultados práticos. “Não podemos ser uma indústria que não encontra seus mecanismos de sustentação financeira”, diz PHA. As verbas, segundo ele, servirão para pagar eventuais advogados – mas também para buscar a notícia em primeira mão. “Os blogs precisam informar. Opinião não ganha jogo. O que ganha jogo é a informação.”

André Cintra - fonte: http://www.baraodeitarare.org.br/

Nova arapuca da Folha Ditabranda

Diante do crescimento e aumento da diferença entre Dilma e Serra nas pesquisas, até no caseiro Instituto Datafolha que apontou uma diferença de 17% favorável a Dilma, (47% a 30%) os integrantes do PIG já começaram a agir para evitar que as eleições acabem no 1º turno.

A Folha passará a publicar semanalmente a seção "Está na Cara", feita especialmente para o jornal por um professor de psicologia do Laboratório de Pesquisa de Emoção e Cultura da Universidade de São Francisco, na Califórnia.

A coluna pareceu pela primeira vez hoje, mas será publicada sempre aos domingos. Matsumoto vai analisar expressões dos principais candidatos à Presidência em suas falas na propaganda eleitoral gratuita.

A ideia é inspirada no seriado norte-americano "Lie to Me", estrelado pelo ator Tim Roth e exibido no Brasil como "Engana-me se Puder" no canal pago Fox, desde 2009.

No seriado, um psicólogo ajuda a desvendar crimes analisando expressões e linguagem corporal dos principais suspeitos.Trata-se de uma obra de ficção, mas inspirada nos experimentos científicos de Paul Ekman, psicólogo norte-americano pioneiro no uso dessas técnicas.

Na edição de hoje a Folha Ditabranda traz um ensaio sobre a coluna com análise de uma convidada que diz;

O que acha da expressão de DILMA, "Dá para ver que Dilma é uma pessoa muito intensa. E que tem algum tipo de raiva ou irritação que ela tenta controlar. Não sei se é algo pessoal ou em relação à campanha, mas fica claro para mim que ela é o tipo de pessoa que eu nunca gostaria que ficasse brava comigo".

Sobre o sorriso e expressões de SERRA, "SERRA, "Seu sorriso me chamou muito a atenção. É muito social, nada verdadeiro. Isso me faz pensar no quanto ele realmente se importa com as coisas de que está falando".

E qual será a definição do professor Matsumoto sobre a expressão de Otávio Frias Filho, o "Otávinho ruim"? "Ao ver as fotos das peruas da Folha de S.Paulo a serviço dos torturadores da ditadura, e quando viu a manifestação contra o seu jornal que desprezou e ignorou o número de mortos e desaparecidos na ditadura".

fonte: http://contextolivre.blogspot.com/


Já vai Serra? CNT/Sensus: Dilma lidera com 46% e Serra soma 28,1% para a Presidência


Pesquisa do Instituto Sensus encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) apontou nesta terça-feira (24) liderança de Dilma Rousseff (PT) na corrida presidencial. Ela registra 46% da preferência do eleitorado, enquanto José Serra (PSDB), seu principal adversário na disputa pelo Palácio do Planalto, tem 28,1%. A ex-ministra Marina Silva (PV), por sua vez, aparece com 8,1% dos votos, conforme o levantamento.

Na pesquisa anterior CNT/Sensus, divulgada no dia 5 de agosto, Dilma aparecia com 41,6%, Serra tinha 31,6% e Marina aparecia com 8,5% dos votos.

Encomendada pela Confederação Nacional do Transporte, a pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 22 de agosto, com dois mil entrevistados, e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 18 de agosto de 2010, sob o número 24903/2010. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.


Lula: adversário que usa minha imagem quer enganar

"Eu sou o Lula desde que nasci"

O Conversa Afiada republica post do Portal Vermelho: Lula: adversário que usa minha imagem quer enganar a sociedade

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta segunda-feira (23) o uso de sua imagem pela campanha do tucano José Serra à Presidência, o que classificou de “enganação”. Na última quinta-feira (19), o presidenciável do PSDB usou imagens em que aparece ao lado de Lula durante seu programa eleitoral na TV, o que motivou uma representação do PT na Justiça contra o candidato.

“Todo mundo sabe que eu tenho lado, que eu tenho uma candidata, que eu tenho um partido, e todo mundo sabe quem eu quero que seja eleita presidente. É sempre muito ruim pessoas que, em momento de eleição, achem que seja possível enganar a sociedade com imagens de pessoas que você tem participação política contrária”.

Apesar da crítica, Lula afirmou que o uso de sua imagem por adversários faz “parte do processo político brasileiro”. O presidente disse ainda que não entrará na Justiça para impedir que adversários utilizem sua imagem. “Não vou entrar na Justiça. Quem tem que fazer isso é o partido”.

“Acho que, antes de ser candidato e antes de ser presidente, a gente tem relações políticas. Então, a pessoa pode até não falar bem, mas não há por que falar mal.[...] [Quando acabar a eleição] A gente vai se encontrar pelas esquinas de São Paulo e vai conversar como gente civilizada”.

Lula também comemorou o crescimento de sua candidata à sucessão presidencial. Dilma Rousseff lidera as últimas pesquisas de intenção de voto, mas o presidente evitou comentar uma possível vitória no primeiro turno. “Se vai ganhar no primeiro ou no segundo turno não importa. O que importa é que ela vai ganhar”.

Lula disse ainda que pretente trabalhar duro até o último dia de seu governo. “Vocês vão se surpreender. No dia 31 de dezembro, eu vou estar inaugurando obra no Brasil. Quem acha que eu vou ficar parado, em festa… Eu tenho compromisso com o país, meu lema é trabalho.”

Dilma: eles acham que o povo é ingênuoA candidata Dilma Rousseff também comentou o assunto neste domingo (22). Dilma classificou a atitude da campanha tucana de “estranha” e disse que fazer isso é supor que o povo é “ingênuo”.

“É estranho. É supor uma ingenuidade do povo brasileiro que é absurda. Por trás de quem usa a imagem do presidente Lula porque ele está com a popularidade alta, tem uma visão elitista do povo. Uma visão que acha que o povo acredita que quem foi contra o Lula durante os oito anos do mandato, quem, durante a campanha de 2002, quando o Lula foi eleito, incentivou a teoria do medo e (agora) usa o Lula…”.

O comentário foi feito diante de questionamento de jornalistas a respeito do arquivamento, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de representações da coligação de Dilma reclamando do uso da imagem de Lula no horário eleitoral de Serra. Para o Tribunal, apenas o próprio presidente poderia reclamar do uso de sua imagem. O PT afirmou que pretende recorrer da decisão.

“Não vou nem discutir a ação. Eu não acredito que o nosso povo seja incapaz de ter uma visão crítica. Pelo contrário, acho que ele entende direitinho o que acontece”, concluiu Dilma.

Ações na Jusiça dos dois lados
Neste fim de semana, mais duas representações foram apresentadas à Corte. A coligação “Para o Brasil seguir mudando”, que apoia Dilma, pediu desconto de 10 minutos nas inserções de rádio de Serra. Um dos questionamentos é a utilização do nome do presidente Lula em um spot de rádio de 15 segundos que teria sido veiculado 20 vezes. O argumento é que a exposição seria irregular, feita para confundir o eleitor.

A coligação reclama também que a inserção teria a intenção de ridicularizar a imagem da petista ao chamá-la de “Dona Dilma” e afirmar que ela “pegou o bonde andando, tá de carona e quer sentar na janela”. O relator do pedido é o ministro Henrique Neves.

A coligação ‘O Brasil pode Mais’, que apoia a candidatura do tucano José Serra ao Palácio do Planalto, também resolveu questionar no TSE o uso de imagens de Lula na campanha eleitoral do PT.

Nos últimos dias, foram protocoladas mais de 20 representações, referentes à propaganda eleitoral da coligação adversária em São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Paraná e Santa Catarina. A alegação é que, ao mostrar Lula pedindo votos para a presidenciável Dilma Rousseff no tempo destinado a outros candidatos, estaria sendo cometida uma invasão da propaganda eleitoral. Isso violaria o previsto no artigo 53-A da Lei das Eleições. Ele veda a inclusão “no horário destinado aos candidatos às eleições proporcionais propaganda das candidaturas a eleições majoritárias”.

As representações pedem redução equivalente ao tempo em que foi veiculada a suposta invasão.

Estratégia com prazo de validade

Impactados com os resultados das últimas pesquisas, todas desfavoráveis ao candidato tucano, aliados de Serra reclamam da ineficácia da estratégia de usar a imagem de Lula na campanha da oposição. Apesar das reclamações dos aliados, está mantida a linha de comunicação da campanha.

A estratégia tem, no entanto, prazo de validade: a Semana da Pátria. A menos que haja grave turbulência até lá, a campanha trabalha com um prazo de até 15 dias para avaliação da eficácia do programa. Haverá correção de rota se a candidatura não apresentar, até o feriado de Sete de Setembro, fôlego para chegada ao segundo turno.

Serra avaliza o trabalho do coordenador de comunicação, Luiz Gonzalez. Mas já dá sinais de desconforto, consultando aliados sobre a qualidade dos programas. “Precisamos de pelo menos 10 dias para que haja uma maturação”, afirma o presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), escalado para pedir um voto de confiança aos aliados.Inconformados, tucanos alertam para o risco da exaltação da imagem de Lula acabar turbinando ainda mais a candidatura de Dilma.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é um dos mais insatisfeitos. Enquanto isso, o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, não quer mais a presença de Lula na campanha de Serra. Diz que não deu resultado. Clique aqui para ler a matéria na Folha (*):

“PSDB vai focar em 4 Estados para garantir sobrevivência”.(*) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que avacalha o Presidente Lula por causa de um comercial de TV; que publica artigo sórdido de ex-militante do PT; e que é o que é, porque o dono é o que é; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná