fulinaíma

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Primavera dos Livros homenageia o Rio de Janeiro

Evento acontece entre 21 e 24 de outubro,
no Museu da República, com cerca de 90 editoras
e 10 mil títulos à disposição do público

Entre 21 e 24 de outubro, o Museu da República será cenário da 10ª Primavera dos Livros, o maior encontro de editoras independentes do país. O evento, que acontece pela quarta vez consecutiva nos jardins do Palácio do Catete, terá como tema principal o Rio de Janeiro, em um momento em que olhares do mundo inteiro estão voltados para a cidade.

Promovida pela Libre (Liga Brasileira de Editoras), a Primavera dos Livros busca fomentar a troca de ideias e contribuir para o fortalecimento da cultura nacional. Ao todo, serão cerca de 90 editoras independentes participantes e um catálogo de 10 mil títulos à disposição do público. A
expectativa da organização é que 30 mil pessoas circulem pelos jardins do Palácio do Catete nos quatro dias de evento. Além de oferecer descontos de até 40% sobre o preço de capa, a Primavera dos Livros contará com a presença dos editores nos estandes, possibilitando uma maior integração com o público.

"A Primavera dos Livros oferecerá aos seus visitantes um encontro de encantamento com o universo do livro. Serão quatro dias dedicados ao prazer de ler, ouvir, contar e declamar", afirma Cristina Warth, presidente da Libre, organizadora do evento.

Com curadoria de Suzana Vargas, o tradicional fórum de debates da Primavera dos Livros contará com oito mesas-redondas e palestras que vão apresentar uma série de temas ligados ao Rio de Janeiro, como urbanismo, arquitetura, literatura, música, violência urbana e economia. Entre os palestrantes confirmados estão o economista Sergio Besserman, o escritor Ferreira Gullar (que será homenageado e lançará um livro pela Casa da Palavra), o teólogo Leonardo Boff, o sociólogo Michel Misse e o jornalista Sergio Cabral.

Na abertura da Primavera dos Livros, quinta-feira, dia 21, às 18h30m, a OrquestráRio, composta por 37 músicos oriundos de várias orquestras da cidade, fará uma apresentação pública nos jardins do Museu. Quem perder terá outra chance de ver o concerto, sábado, dia 23, na hora do almoço.

Na sexta-feira, dia 22, o dia será dedicado aos professores. Um seminário discutirá a importância da leitura na aprendizagem escolar, com as participações do historiador Chico Alencar, da escritora Ninfa Parreiras, do escritor Joel Rufino e do jornalista e escritor Galeno Amorim, entre outros. Além de receberem certificado pela participação no seminário, os professores
terão 50% de desconto na compra dos livros. As inscrições para o seminário
poderão ser feitas no site da Libre (http://www.libre.org.br/professor.asp).

Também na sexta, entre 11h e 13h, a Libre promoverá um seminário sobre Livro Digital para profissionais do livro e estudantes da área. No programa, um panorama do mercado, com Carlo Carrenho, editor da Publishnews, Alonso Alvarez, editor da Ficções Editora e webmaster no site da Libre, e com Eduardo Ernany, representante da livraria virtual Gato Sabito e da plataforma de distribuição de e-books (Xeriph). Além disso, Georgina Stanek, coordenadora do
Livro e da Leitura da Biblioteca Nacional, vai apresentar o programa de apoio à
tradução da instituição.

No sábado, 23, as crianças terão uma tarde especial na Primavera. Das 16h às 17h, haverá oficinas e contação de histórias com o escritor Solano Gudes, autor de "A história dos três pontinhos", da editora Vieira & Lent. Às 20h, acontece o 4º Festival de Poesia da Primavera, com a participação de poetas de todas as editoras da Libre, entre eles Chacal, Geraldo Carneiro, Tavinho Paes, Mano Melo e Henrique Rodrigues. Haverá também performances com
apresentações do Organismo, grupo que interpreta e canta poemas sem instrumentos, e do grupo do espetáculo Amor Bardo que canta e recita sonetos de Shakespeare a partir da tradução de 154 Sonetos (livro editado em 2009 pela Ibis Libris).

SERVIÇO:
Primavera dos Livros
Dia 21 de outubro (quinta-feira), das 18h30m às 22h.
De 22 a 24 de outubro (sexta a domingo), das 10h às 22h.
Museu da República - Rua do Catete 153, em frente à estação Catete do Metrô
Entrada franca
Informações: http://www.libre.org.br/

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná