fulinaíma

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Livro de Márcio Aquino pode virar filme






por Wesley Machado / Secom PMCG

O livro "Chicletes e Prazer", de Márcio de Aquino, lançado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima na 6a Bienal do Livro de Campos, pode virar filme. A produtora executiva Ana Paula Mendes se interessou pela história do casal de adolescentes Alex e Layla e pretende adaptá-la para o cinema.

A ideia é que seja formada uma equipe da cidade para produzir o filme e seja chamada uma diretora renomada para dirigí-lo. Um dos nomes cotados para a direção é o da cineasta norte-americana radicada no Brasil, Rosane Svartman, diretora de "Como ser Solteiro", entre outros filmes.

Ana Paula pretende apresentar o projeto do longametragem "Chicletes e Prazer" em janeiro longametragem ao presidente da Fundação Oswaldo Lima, Avelino Ferreira, para saber do interesse da Prefeitura em ser parceira da produção. O planejamento é para que as filmagens comecem em março e o filme seja lançado no Festival de Cinema do Rio, em setembro.

O autor de "Chicletes e Prazer", Márcio de Aquino, explica como surgiu a ideia do filme. "Quem me deu a ideia do filme foi a Ana Paula. Apresentei o livro a ela para ver se ela conseguia uma editora viável e ela deu esta ideia. Ela disse que a história era muito boa e cabia muito bem num filme. Acabou que a Fundação lançou o livro. Foi ótimo, principalmente porque foi lançado na Bienal, um evento que teve grande visibilidade. Foi importante porque o livro alcançou pessoas que têm interesse por literatura", ressalta Aquino.

Chicletes e Prazer é o primeiro romance do escritor campista Márcio de Aquino, de 51 anos. A história se passa no ano de 1976 tendo como no pano de fundo a ditadura militar no Brasil e como fio condutor a música (em especial o rock e a MPB), o cinema e a literatura. A história é narrada em primeira pessoa pelo personagem principal Alex, adolescente de 17 anos, filho de um ativista político e que vive em busca de aventuras com seus amigos.

Num show de rock, Alex se apaixona por Layla, garota um ano mais velha que ele e filha de um militar. Eles se conhecem e começam a namorar. Descobrem juntos o amor, vivem momentos inesquecíveis, mas acabam separados por um golpe do destino.

Márcio de Aquino

O escritor Márcio de Aquino nasceu em Campos dos Goytacazes em 1959. Fez os 1º e 2º graus no Liceu de Humanidades de Campos, onde descobriu o rock, uma de suas grandes paixões. Trabalhou de 1989 a 1997 na Rede Ferroviária Federal como agente de estação. Ainda na década de 90, fez parte do movimento de fanzines, publicando os zines Ligações On'Pidididíri, Tarati Taraguá e Sobrado, além de colaborar no zine Mão Única?
Em 2003. Márcio de Aquino passou no concurso da Secretaria Municipal de Educação, onde trabalha atualmente como auxiliar de secretaria. Formado em Economia pela universidade Cândido Mendes, Aquino é contista, um dos autores do livro "Contos da Terra Plana", organizado pelos jornalistas Jorge Rocha e Vitor Menezes e publicado em 2007 pela FCJOL. Blogueiro - escreve no Blog "Tarati Taraguá". Também é colecionador de revistas e vinis e desenhista aficicionado por pop art e quadrinhos.


Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná