fulinaíma

sábado, 8 de janeiro de 2011

Os dias selvagens te ensinam

nelson rodrigues filho - no bloco da dilma -


não creio em deus
muito menos em padre
filho espírito santo
no entanto canto a filha de pedro
e rio da cara da madre
ouvindo um rap do rappa
escondida atrás da porta
traindo a ordem do papa

era 83 e no lance de dados deu 3 quarta feira abril niterói estava eu na pensão onde a época morava o poeta mineiro aricy curvello que desde março travávamos correspondência via correio ele além de poeta era militante cultural de esquerda sucumbido pela ditadura militar na década de 70 e para artur gomes a ponte grande para o projeto Mostra Visual de Poesia Brasileira

pela primeira vez tomara conhecimento de um texto do memorável fábio lucas que prefaciara o livro Os dias Selvagens te Ensinam onde aricy poeticamente deixara ali suas impressões sobre os horrores daqueles dias de chumbo

depois de longos anos de correspondência perdi o contato com o poeta que só algum tempo depois de longos anos que passei pelas bandas do ABC paulista em função da realizção da MVPB em homenagem ao centenário de mário de andrade

só pelos de 96 que no lance de dados deu 6 sexta feira setembro bento gonçalves fui saber de aricy curvello e seu novo paradeiro na cidade de serra no espírito santo e o contato com os textos do professor fábio lucas já haviam se estreitado e um outro presente do aricy o guru uilcon pereira já havia se tornado o grande mestre de brazilírica pereira

certa vez fábio lucas analisando o poema funk dance funk de artur gomes disse se tratar de relâmpagos de criatividade faíscas da surpresa e a partir daí a poética dos gumes se transformou nessa carnavalha que desaguar nas sagaranagens fulinaímicas onde macabea até hoje não conseguiu desatar o nó da estética que o poeta despejou nos seus fragmentos do discurso amoroso para desespero da estrela que não sobe

federicobaudelaire
http://federicobaudelaire.blogspot.com/


Funk Dance Funk

a noite inteira invento joplin na fagulha
jorrando cocker na fornalha
funkrEreção fel fala
fábio parada de Lucas é logo ali
trilhando os trilhos centrais do braZil.

rajadas de sons cortando os ínfimos
poemas sonoros foram feitos para os íntimos
conkretude versus conkrEreção
relâmpagos no coice do coração.

quando ela canta eleonora de lennon
lilibay sequestra a banda no castelo de areia
quando ela toca o esqueleto de Lorca
salta do som em movimento enquanto houver
e federika ensaia o passo que aprendeu com mallarmé

punkrEreção pancada onde estão nossos negrumes?
nunkrEreção negróide nada.
descubro o irado Tião Nunes
para o banquete desta zorra
e vou buscar em Madureira
a Fina Flor do Pau Pereira.

antes que barro vire borra
antes que festa vire forra
antes que marte vire morra
antes que esperma vire porra,
ó baby a vida é gume
ó mather a vida é lume
ó lady a vida é life!

arturgomes
http://artur-gomes.blogspot.com/


Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná