fulinaíma

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Custo do Sambódromo (Cepop) em Campos daria para construir 4 vilas olímpicas





O blog inicia dizendo que não tem nada contra o carnaval, muito pelo contrário. Além do mais não vê a administração, Eduardo Paes, em nossa capital, como bom exemplo, mas, não pode deixar de trazer aqui a comparação de como, o dinheiro investido no Cepop, em Campos, no final da avenida Alberto Lamego, por R$ 69,3 milhões seria possível construir quase 4 vilas olímpicas do tipo acima que será construída no município do Rio de Janeiro, sendo esta localizada na Ilha do Governador.

No projeto da Prefeitura do Rio, a Vila Olímpica terá 17.547 metros quadrados de área construída num terreno de 26.817 metros quadrados. A Vila Olímpica será dotada de um ginásio coberto com quadra polivalente e vestiários para professores, funcionários e usuários, campo de futebol com grama sintética, pista de atletismo, quadra de tiro de 100 metros, piscina semiolímpica, e área de exercício com aparelhos de ginástica (inclusive para a terceira idade).
O edital de licitação prevê além da Vila Olímpica, uma “Escola Padrão”. Além dos locais dedicados à prática de esportes, a Vila contará com portaria, lanchonete, administração, parque infantil com brinquedos (balanço, escorrega, gangorra e mesa de jogos), estacionamento, pátio de serviço, churrasqueira, área arborizada e jardins. Os alunos da Escola Padrão poderão utilizar as instalações da Vila Olímpica para as aulas de educação física. A escola será construída em estrutura pré-moldada de concreto armado e terá 13 salas de aula, quadra poliesportiva coberta com vestiário e paisagismo, além de instalações prediais (secretaria, dispensa, refeitório e banheiros).

O Centro de Eventos Populares-CEPOP, que o município de Campos está construindo, custará aos cofres públicos exatos R$ 69.384.766,28 (sessenta e nove milhões, trezentos e oitenta e quatro mil, setecentos e sessenta e seis reais e vinte e oito centavos). O Cepop terá pista de desfiles com 270 metros de extensão, com 20 metros de largura, arquibancadas dos dois lados, de oito degraus, com seis metros de altura, que poderão receber cerca de 10 mil pessoas, banheiros, distribuídos em pontos estratégicos. Paralelo às arquibancadas, está sendo construído um estacionamento com capacidade para 540 carros.

O mais interessante para efeito de comparação é que a obra do Rio de Janeiro foi orçada em R$19,1 milhões, portanto, com o dinheiro do Centro de Eventos Populares (Cepop) da prefeita Rosinha, seria possível construir, quase, 4 (R$ 69,3 milhões/R$ 19,1 milhões – equivalentes a exatas 3,6) vilas olímpicas, que como estes blog aqui já defendeu, poderia ser instalada, uma em Guarus, outra na Baixada Campista, outra na região norte em direção ao Espírito Santo, por exemplo Morro do Coco e outra na região Sul, em direção ao Rio de Janeiro.

A comparação realça e evidencia o preço elevado das obras em nosso município, e ainda, as prioridades escolhidas pela governante. A imagem do projeto com orçamento está na coluna de ontem do Ancelo Góis, no jornal O Globo, segue republicada ao lado desta nota, e dá a dimensão que ajuda na sua análise comparativa.

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná