fulinaíma

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Entrevista Exclusiva com Paulo Ciranda


 

Paulo Ciranda, músico nascido na cidade de São Fidélis - RJ conversa conosco. Fala de sua música e nos alimenta com sua humildade.
Paulo já participou de 3 Cine Clipes no projeto Cinema Possível. Vamos conhecê-lo melhor nesta entrevista concisa.


Cinema Possível – Sempre quis saber porque você adotou o nome de Paulo Ciranda, existe uma história por trás deste nome? Qual?
Paulo Ciranda - A partir da canção que fiz com Antonio Roberto Fernandez chamada “Ciranda” com a qual fomos premiados nos festivais de São Fidélis e Bom Jesus do Itabapoana.

CP  – De que maneira um profissional da música se encaixa hoje, num mercado tão diverso e às vezes caótico desses dias atuais.
PC - É difícil dizer sobre a situação geral; no meu caso tenho que me virar produzindo, gravando, dando aulas, fazendo shows...diria que o trabalho chega a ser o meu descanso.

CP - Traçando uma linha do tempo na tua carreira como músico. O que mudou? O repertório manteve-se, houve mudança de estilo?
PC - Tudo muda inclusive nós mesmos, não é? Mas havia maior democracia nos espaços de apresentação dos trabalhos do músico. Estarão sempre surgindo novidades, mas isso não pode impedir a preservação do que apareceu antes.

CP – Quem são os músicos que fizeram a tua cabeça, que tipo de som você curtiu e curte até hoje?
PC - Desde a raiz do folclore passando por Pixinguinha, Luis Gonzaga ao Clube da esquina, Tropicália, Handel, Bach, Beatles, Cat Steven, enfim, encheria a página...

CP – Existe uma diferença em conceber uma música a partir de um poema de alguém ou a partir de uma parceria de letra, qual a diferença?
PC - A diferença está nos limites e no respeito à métrica do poema que já está pronto, por outro lado quando se faz a música primeiro, o som é que te encaminha.

CP – Como você vê a realidade do audiovisual hoje, com a internet, repaginando e dando imagens a músicas? Você costuma assistir videoclipes? O que o videoclipe acrescenta na linguagem de um artista da música?
PC - Acho super positiva a soma do visual ao áudio, confesso que não assisto a qualquer vídeo, mas acho que o videoclipe pode enriquecer muito o entendimento da mensagem poética e musical.

CP - Quem é Paulo Ciranda por Paulo Ciranda?
PC - Eu sou apenas um compositor popular, uma pessoa simples e que tenta ser um ser melhor a cada dia. Desejo a todos muita paz no coração e um grande abraço cirandeiro.
veja alguns clipes com Paulo Ciranda no blog http://cinemapossivelbrasil.blogspot.com/

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná