fulinaíma

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Dilma direta e firme: governo descontente sobre a votação desastrosa do novo código florestal



O tom direto e firme da presidenta após derrota no Câmara Federal na polêmica emenda 164, que anistia desmatadores, veio em tempo para dar o recado a base política do governo: o governo é um só, logo suas defesas devem ser únicas.

Por outro lado passou para a opinião pública o que considera correto sobre o tema, avisando que no Senado a base terá que corrigir o que foi feito, no varejão, na Câmara.

O "pito" da presidenta na base governista na Câmara Federal foi para todos distinguirem, claramente, que o que foi aprovado lá não teve o apoio e a sintonia que as políticas de governo pretendem para o meio ambiente.

Dilma acertou em cheio também ao dizer que não é mais possível o lobby de interesses econômicos fazer pressão no Congresso para conseguir anistias sobre infrações e dívidas cometidas por determinados grupos, no meio ambiente a situação é ainda pior, pois pode não restar, em um futuro próximo, o que preservar.

Segundo a presidenta, “o desmatamento não pode ser anistiado, não por nenhuma vingança, mas porque as pessoas têm que perceber que o meio ambiente é algo muito valioso que nós temos que preservar. E que é extremamente possível preservar o meio ambiente produzindo os nosso alimentos, sendo (…) uma das maiores produtores de alimento do mundo”.
Quem não sabe do lobby dos ruralistas para postergar ou serem anistiados de dívidas com o governo contraídas para produzir e modernizar?
Quem não se lembra da invasão de tratores na Esplanada dos Ministérios para demonstrar força e pressionar deputados e senadores para suas "pouco nobres causas"?
A presidenta está correta: este tempo tem que ser sepultado.
O cidadão comum não costuma ser beneficiado, por pressões políticas de parlamentares, para ser anistiado de suas dívidas com instituições públicas de financiamento.

A disputa continua política e será travada nos bastidores até votação desta pauta no Senado, caberá a articulação política da base governista realizar o discurso da presidenta em votação favorável aos interesses do governo e da sociedade.

O recado foi bem dado, deverá repercutir, entre os infiéis da base e na oposição, renderá alguns comentários ácidos na imprensa conservadora, inevitavelmente, alguns dirão que Dilma agiu tarde ou outros alarmes pessimistas de sempre.
Mas a comunicação com a sociedade foi feita, a despeito de toda possível manipulação ou desvio de suas palavras que possam ocorrer na transmissão editada do noticiário convencional.

fonte: http://palavras-diversas.blogspot.com/

Leia também:
Aprovação do novo Código Florestal: um mato sem cachorro para a coalizão governista no Congresso

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná