fulinaíma

quarta-feira, 25 de maio de 2011

quero muito mais a carnavalha




me encanta mais teus olhos
que o plano piloto de brasília
o palácio do planalto o alvorada
me encanta mais as mãos da namorada
que a bandeira do brasil
o céu de anil a tropicalha
quero muito mais a carnavalha
do que a palavra açucarada
quero a palavra sal do suor da carne bruta
a flor de lótus do cio da fruta
mesmo quando for somente espinhos
me encanta os pés que a lata chuta
por entender que a vida é luta
e abrir novos caminhos

me encanta mais na lama o lírio
a flor do láscio
os olhos da minha filha
que o ouro dessas quadrilhas
que habitam esses palácios


3 comentários:

ErikaH Azzevedo disse...

Hummm...ele bem maior aqui , que delicia isso menino, e eu nem sabia que lá era apenas uma previa,parte... pequeno resumo..rs

De encantamentos é que vamos seguindo, nesses tantos caminhos..né!

Um beijo

Erikah

fernando disse...

Ótimo poema e uma crítica excepcional

Terezinha Manczak disse...

pura musicalidade esse poema, hein, poeta?
aliás, a tua marca registrada.
beijos

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná