segunda-feira, 26 de setembro de 2011

conexões urbanas - tô na rua na cidade e na periferia


Esse Filme Eu Já Vi

Luiz Melodia


Tô na rua fim de semana
Não venha me por medo
Eu já saio um rochedo
Não te vi, não te conheço
Você tá falando grego
Esse filme eu já vi
Em toda esquina tem cenário
E eu visível de otário
Eles servindo a nossa dor
Na minha tela otário
Pode apagar ser barco a vela
Que esse filme eu já vi
Amanheceu lá na calçada
Morreu de amorou cráqueada
De porrada ou viciada
Passo eu a navalha na noite
Esse filme eu já vi
Anoiteceu na minha garganta
Um mistério afogado
Frente a luz, frente ao estado
Frente a cara do guri
Dei mais dois pra não sorrir fumei
Esse filme eu já vi
Dei mais dois pra conhecera vida
Esse filme eu já vi

 A Traição das Metáforas - Poema 1

debaixo da sacada a escada trota
pássaro sem teto acima do delírio
coração de porco crava no oco da noite
a faca cega, punhal de cinco estrelas
na constelação do cão maior
por onde úrsula nua passeia
dédala de dandi deusa de dali lua de dada
no coração do pintor sem fronteiras
acima do pé de abóbora
embaixo do pé de cajá
malásia não é aqui
espanha não além mar
salvador não é dali
a mulher que eu quero mesmo
e uma dedé que não dada
bia de dante do inferno itamarati itamaracá
constelação ursa maior
pra dada meu coração pra dedé não sou cantor
quando quero quero mesmo
espuma nylon pele tecido isopor

arturgomes

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná