fulinaíma

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

fulinaimicamente pisando solos gauchos


Desde o ultimo sábado fulinaimicamente piso por solos gaúchos. Porto Alegre um final de semana mágico, assistindo o magnífico show de lançamento do CD Qualquer Lá, de  Dani Rauen, que traz entre as faixas a minha  Esfinge musicada por Rodrigo Bittencourt. A pujança sonora da banda que a acompanha tem o comando  do  mestre Toneco Costa, e possibilita a Dani, brincar com o seu magnífico potencial vocal. No domingo ainda em Porto, um passeio pelo Bric da Redendção, acompanhado da minha parceira May Pasquetti, onde conheci a banda Blues Glass.

De segunda até hoje os dia noites madrugadas de Bento Gonçalves, tem sido de delírios poéticos com a realização do XIX Congresso Brasileiro de Poesia, que nesta edição homenageia o poeta Affonso Romano de Sant´anna, que aqui se diz presente acompanhado de Marina Colassant. Até sábado muita poesia ainda vai fluir pelas vidraças, pelas ruas, praças. Escolas e Fundação Casa das Artes.


fulinaimicamente


do som dessa palavra
nasce uma outra palavra
fulinaimicamente
no improviso do repente
do som dessa palavra
nasce uma outra palavra
fulinaimicamente

brasileiro sou bicho do mato
brasileiro sou pele de gato
brasileiro mesmo de fato
yauaretê curumim carrapato
em rio que tem piranha
jacaré sarta de banda
criolo tô na umbanda
índio fui dentro da oca
meu destino agora traço
dentro da aldeia carioca
Jackson do Pandeiro
Federico Baudelaire
nas flores do mal me quer
Artur Rimbaud na festa
de janeiro a fevereiro
itamar da assunção
olha aí Zeca Baleiro
no olho do mundo
no olho do mundo cão

arturgomes

2 comentários:

Dani Rauen disse...

Visita ilustre! Fiquei super feliz com tua presença, venha sempre! Um beijo grande.

BilaBernardes disse...

Saudades desses queridos amigos que levam tanta luz ao Congresso em Bento Gonçalves! daqui de BH e SAMonte, meu coração vibra por vocês. bjs a todos!

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná