fulinaíma

terça-feira, 30 de julho de 2013

O Amor é Cruel

 Luyzz Sérgio Máximo e Sérvulo
Sérvulo Luizz e Armandinho



o amor é cruel

me pinte um retrato
vou lhe mostrar uma fotografia
o vento vai sussurrar no seu ouvido
o amor é cruel
o amor é cruel
quase sempre assim
o amor é cruel
quando chega ao fim

caco de vidro pés descalços
agora um aviso uma visão
com tudo o que sei mas eu divudo
o amor é o céu
amor é o céu
quando chega ao fim

o amor é cruel


Luizz Ribeiro


Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná