fulinaíma

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Programação Oficial do XXI Congresso Brasileiro de Poesia


XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE POESIA
XXI ENCONTRO LATINO-AMERICANO DE CASAS DE POETAS
XVIII MOSTRA INTERNACIONAL DE POESIA VISUAL
“Marina Colasanti: Quando eu quero ver melhor o mundo, eu o olho através das palavras.”
Bento Gonçalves – RS – 30 de setembro  a 5 de outubrode 2013



PROGRAMAÇÃO OFICIAL

30 de setembro (segunda-feira)


Manhã

09:00h
— Recepção e credenciamento de poetas e convidados do XXI Congresso Brasileiro de Poesia e demais eventos
Local: Hotel Vinocap

Tarde
17:00h
— Abertura oficial dos eventos:

XXI Congresso Brasileiro de Poesia
XXI Encontro Latino-Americano de Casas de Poetas
XVIII Mostra Internacional de Poesia Visual
Intervenção Poética: Sady Bianchin, Marcela Gianini, Jairo Klein e Marco Bahrone
Intervenção Musical: Luis Ramos
Local: Salão Nobre da Prefeitura Municipal

19:30h
— Recital “Ela”, com Jairo Klein

19:50h
Palestra: Marina Colasanti
Mediador: Toninho Vaz

20:40h
— Recital “Vozes Transgressoras”, com Sady Bianchin e Marcela Gianini

21:00h
Recital-show musical: “Solar da Fossa”, com Toninho VazGutemberg Guarabyra e Fábio Santini


01 de outubro (terça-feira)


08:00h
— Projeto Poetas na Escola
Participantes: Escolas do Município

08:30h
— Encontro dos escritores Marina Colasanti Affonso Romano de Sant’Anna com Professores da Rede Municipal de Ensino
Local: SMED
— Projeto “Uma Idéia Tece a Outra”, com Geraldo Coelho Vaz
Local: Biblioteca Pública Castro Alves


13:00h
— Roda de Poesia
Local: Chafariz da Via Del Vino

13:30h
— Projeto Poesia e Recreação em Escolas e Creches
Participantes: Escolas do Município

16:00h
— “Poesia numa hora dessas?”
Local: Secretaria Municipal de Finanças

19:00h
— Abertura da XVIII Mostra Internacional de Poesia Visual e da Mostra “Visagens
Local: Fundação Casa das Artes
Curadores: Artur Gomes e Tchello d’Barros

19:30h
— Projeto Poetas na Escola
Local: Escolas do Município
— Recital Poético com Alice Souto e Caró Lago
Local: Auditório Instituto Federal
— Exibição do curta-metragem “Espécie Humana Headlines”, de Giancarla Brunetto
— Encontro dos Escritores Affonso Romano de Sant’Anna e Marina Colasanti com professores e diretores da Rede Escolar Municipal e convidados
Local: Auditório do SESC

19,50h
— Debate com a diretora Giancarla Brunetto
Mediador: Jiddu Saldanha
Local: Sala de Cinema da Casa das Artes

20:10h
— Palestra: “Letra / Imagem: A trajetória poética de Edgard Braga”, com Beatriz Helena Ramos Amaral
Mediadores: Artur Gomes e E.M. de Melo e Castro
Local: Sala de Cinema da Casa das Artes

— Palestra: "O Solar da Fossa"
Palestrante: Toninho Vaz
Local: Auditório Instituto Federal

20:50h
— Intervenção Poética com Edmilson Santini Márcia Mendes
Local: Auditório do Instituto Federal

21:00h
— Intervenção Poética com Jorge VenturaAngela Carrocino e Eugênia Loretti
Local: Sala de Cinema da Casa das Artes

21:10h
— Intervenção Musical com Pedro Marodin
Local: Auditório do Instituto Federal

— Intervenção poético-musical com Anand Rao
Local: Sala de Cinema da Casa das Artes

22:30h
— Sarau em Homenagem a Maria Clara Segóbia
Coordenação: Iára Pacini e Ana Luiza
Local: Restaurante Cachaçaria

02 de outubro (quarta-feira)


Manhã
08:00h
— Projeto Poetas na Escola
Participantes: Escolas do Município

09:00h
— Projeto “Uma Idéia Tece a Outra”, com Toninho Vaz e Guarabyra
Local: Biblioteca Pública Castro Alves
— Palestra de Marina Colasanti
Local: Escola Dona Isabel

Tarde
13:00h
— Roda de Poesia
Local: Chafariz da Via Del Vino

13:30h
— Projeto Poesia e Recreação em Escolas e Creches
Participantes: Escolas do Município

16:00h
— “Poesia numa hora dessas?” com Sady Bianchin e Marcela Gianini
Local: 16ª CRE

17:00h
— Sessão de Autógrafos de Affonso Romano Sant’Anna e Marina Colasanti
Local: Livraria Aquarela

18:30h
— Atividades Literárias no NEJA/Presídio Municipal

Noite
19:30h
— Projeto Poetas na Escola
Participantes: Escolas do Município

— Recital “Poesia in concert” com Artur Gomes e convidados

20:00h
— Palestra “Cora Coralina”, com Geraldo Coelho Vaz

20:40h
— Recital “A voz dos povos”, coordenado por Cláudia Gonçalves

21;20h
— Acústico com Diogo Farina e Camila Farina
Local: Sala de Cinema da Casa das Artes

22:30h

— Recital “Antológicos
Coordenação: Cláudia Gonçalves e Jiddu Saldanha
— Lançamento das antologias “Poesia do Brasil” (volumes 17 e 18) e “Poeta, Mostra a tua cara” (volume 10)
— Show “Solar da Fossa”, com Toninho VazGutemberg Guarabyra e Fabio Santini

03 de outubro (quinta-feira)


Manhã
08:00h
— Projeto Poetas na Escola
Participantes: Escolas do Município
— Recital “Dentro da lua”, com Renato Gusmão e Monica Lima
Local: Escola Santa Helena
— Recital “Vozes Transgressoras”, com Sady Bianchin e Marcela Gianini
Local: Escola Noely C. De Rossi
— Projeto Poesia e Recreação em Escolas e Creches

09:00h
— Projeto “Uma Idéia Tece a Outra”, com Airton Ortiz
Local: Biblioteca Pública Castro Alves

11:00h
— Lançamento do livro “Gringo”, de Airton Ortiz
Local: Livraria do Maneco

Tarde
13:00h
— Roda de Poesia
Local: Chafariz da Via Del Vino
13:30h
— Projeto Poesia e Recreação em Escolas e Creches
Participantes: Escolas do Município

16:00h
— “Poesia numa hora dessas?”, com Jorge Ventura, Tchello d’Barros e Alice Souto
Local: Câmara de Vereadores

17:00h
— Sessão de Autógrafos e Recital “Solar da Fossa”, com Toninho VazGutemberg Guarabyra e Fábio Santini
Local: Livraria Aquarela

Noite

19:30h
— Projeto Poetas na Escola
Participantes: Escolas do Município

— Monólogo “O encontro de Machado de Assis com Guimarães Rosa”, com Edmilson Santini
19;50:00h
— Palestra de Airton Ortiz
20:30h
— Intervenção Poética com Dalmo Saraiva, Piri e Marcos Bahrone
20;50h
— “Cidade do Haicai”, com Jiddu Saldanha e convidados
21:20h
— Acústico com Rodolfo Costa
Local: Sala de Cinema da Casa das Artes

22:30h

Sarau
Local: Restaurante Cachaçaria

04 de outubro (sexta-feira)


08:00h
— Projeto Poetas na Escola
Participantes: Escolas do Município
— Projeto Poesia e Recreação em Escolas e Creches com os palhaços Picolé Espelinho
Local: Escolas do Município
— “Poesia numa hora dessas?”, com Sady Bianchin e Marcela Gianini
Local: SMED
— “Chocolate com Poesia na Biblioteca
Local: Escola Gen Bento Gonçalves da Silva

09:00
— Projeto “Uma Idéia Tece a Outra”, com E. M. de Melo e Castro
Local: Biblioteca Pública Castro Alves

10:00h
— Recital “Poesia para pessoas muito especiais
Local: APAE

Tarde
13:00h
— Roda de Poesia
Local: Chafariz da Via Del Vino
13:30h
— Projeto Poesia e Recreação em Escolas e Creches
Participantes: Escolas do Município

Noite
19:30h
— Recital “Dentro da lua”, com Renato Gusmão e Monica Lima
20:00
— Palestra: "A poesia experimental portuguesa", com E. M. de Melo e Castro
20:50h
— “O Ano de Portugal no Brasil” – Palestra e poemas de poemas de autores portugueses
com Antònio SoaresSanta Inéze e Eloisa Poraza
Participação musical: Luis Ramos

21:30h
— Acústico com Wladi Costa e Leo Pértile
Local: Sala de Cinema da Casa das Artes

22:30h
— Sarau de Encerramento
Local: Restaurante Cachaçaria

 

05 de outubro (sábado)



09:00h
 Plantio Pitangueira Poética e Árvore dos Povos
— Encerramento dos eventos
Local: Praça Centenário

XXIº Congresso Brasileiro de Poesia - Mostra Internacional de Poesia Visual


C O N V I T E

“VISAGENS” - Mostra Internacional de Poesia Visual


 XXI Congresso Brasileiro de Poesia, numa realização do Proyecto Cultural Sur, convida-lhe p/ a Exposição Internacional de Poesia Visual “Visagens”, c/ curadoria de Tchello d'Barros, a realizar-se na Fundação Casa das Artes, em Bento Gonçalves (RS) Brasil, de 30 de setembro a 18 de outubro de 2013.

Criado em 1990 pelo jornalista, poeta e produtor cultural Ademir Bacca, o Congresso Brasileiro de Poesia foi realizado em suas primeiras edições em Nova Prata (RS) e a partir de 1996 em Bento Gonçalves (RS). Promovido pelo Proyecto Cultural Sur | Brasil, acontece anualmente, durante uma semana,  com o apoio de Empresas, Comércio e Prefeitura na Capital Brasileira do Vinho.

SERVIÇO

Quê: Exposição internacional de Poesia Visual “Visagens
Quando: 30 Set 2013 a Out 2013
Onde: Espaço Cultural da Fundação Casa das Artes
           Rua Herny Hugo Dreher, 127 - Bento Gonçalves (RS) Brasil
Quanto: Entrada Franca
Curadoria: Tchello d’Barros (SC)
Coord. Literatura do XXI CNdP: Artur Gomes (RJ)
Coordenação Geral do XXI CNdP: Ademir Bacca (RS)

TEXTO CURATORIAL
Visagens e vislumbres: atitudes políticas X ações estéticas
                                                                                     por Tchello d’Barros*

Muito mais que uma modalidade de expressão híbrida, de aproximação, justaposição ou aglutinação entre a Literatura e as Artes Visuais, a chamada Poesia Visual tem expandido tanto seu arco temático quanto a diversidade de suportes, flertando cada vez mais com as novas tecnologias e a diversidade de linguagens contemporâneas, como Instalação, Videoarte, Infogravura, Animação, Web Art, Performance, Site Specific, entre outras. Ainda assim, como recorte curatorial para esta mostra, optou-se por um diálogo com a tradição da poesia visual, dialogando com seus autores inaugurais, em trabalhos mais gráficos, como desenho, colagem, fotografia e assemblage.

O aparentemente rarefeito universo da Poesia Visual, de origens diversas e indefinidas, continua dilatando seus contornos, ao absorver novos meios e principalmente novas mensagens, ou mesmo abordagens inovadoras para temas recorrentes, como a Paz, assunto central desta exposição intitulada Visagens, termo utilizado na fala popular dos interiores do Brasil para designar aparições sobrenaturais e alguns assombros de ocasião. Numa sociedade globalizada que paga o ônus pelos diversos conflitos bélicos e desequilíbrios socioeconômicos que ainda assombram a harmonia entre os povos, para muitos a Paz ainda é uma utopia distante e uma aparição desejada, porém ainda intangível.

Sem a pretensão de eventuais engajamentos panfletários ou de questionar a função social da arte (e portanto, da poesia), os poetas visuais integrantes desta mostra fazem, mediados por suas criações, seu comentário sobre esse debate sempre tão atual e necessário, ora por um viés mais estético, ora por uma via mais política. São instigantes leituras de mundo sobre uma possível Paz como elemento agregador na contemporaneidade, sendo a própria poesia, por sua dimensão social, agente de participação sociopolítica numa comunidade internacional cada vez mais interativa e conectada.

A curadoria apresenta uma seleção de 25 poemas visuais produzidos no recorte temporal do início do século XXI aos dias atuais. Participam da mostra os poetas visuais Armando Macatrão (Portugal), Carla Faesler (México), Clemente Padin (Uruguay), Fernando Aguiar (Portugal), John Bennet (USA), Julien Blaine (França), Luc Fierens (Bélgica), Renaat Ramon (Bélgica), Tulio Restrepo (Colômbia) e W. Mark Sutherland (Canadá). A Espanha, como país homenageado por sua grande contribuição no desenvolvimento mundial dessa modalidade de expressão poética, comparece com um time de grandes nomes: Alfonso Ortuño, Antonio Gómez, Bonnie Bardowski, Daniel de Culla, Eva Pilarte, José Carlos Velazquez, Manuel Espinosa, Rodolfo Franco e Sabela Baña. A representação brasileira conta com as criações de Al-Chaer (GO), Almandrade (BA), Constança Lucas (SP), Joaquim Branco (DF), Ricardo Alfaya (RJ) e Tchello d’Barros (SC/RJ).

O poeta visual catalão Joan Brossa (1919-1998), um dos principais precursores do gênero, dizia que “a poesia visual não é desenho nem pintura, mas um serviço à comunicação”. Nesse sentido, Visagens compartilha mensagens de poetas visuais de hoje com um possível público que vê na temática da Paz um assunto sempre contemporâneo e cada vez mais urgente. 

 Rio de Janeiro (RJ), setembro 2013.

*Escritor, Artista Visual e Curador






terça-feira, 10 de setembro de 2013

pode ser a gota d´água



tem momentos na vida que qualquer desatenção pode ser a gota d´água

Gota d'água
Chico Buarque

Já lhe dei meu corpo
Minha alegria
Já estanquei meu sangue
Quando fervia
Olha a voz que me resta
Olha a veia que salta
Olha a gota que falta
Pro desfecho da festa
Por favor...

Deixe em paz meu coração
Que ele é um pote até aqui de mágoa
E qualquer desatenção, faça não
Pode ser a gota d'água...(2x)

Já lhe dei meu corpo
Minha alegria
Já estanquei meu sangue
Quando fervia
Olha a voz que me resta
Olha a veia que salta
Olha a gota que falta
Pro desfecho da festa
Por favor...

Deixe em paz meu coração
Que ele é um pote até aqui de mágoa
E qualquer desatenção, faça não
Pode ser a gota d'água
Pode ser a gota d'água
Pode ser a gota d'água....

pele grafia 

meus lábios em teus ouvidos
flechas netuno cupido
a faca na língua a língua na faca
a febre em patas de vaca
as unhas sujas de Lorca
cebola pré sal com pimenta
tempero sabre de fogo
na tua língua com coentro
qualquer paixão re/invento

o corpo/mar quando agita
na preamar arrebenta
espuma esperma semeia
sementes letra por letra
na bruma branca da areia
sem pensar qualquer sentido
grafito em teu corpo despido
poemas na lua cheia


SampleAndo 


o poema pode ser um beijo em tua boca
carne de maçã em maio
um tiro oculto sob o céu aberto
estrelas de neon em vênus
refletindo pregos no meu peito em cruz

na paulista consolação na água branca barra funda
metal de prata desta lua que me inunda
num beijo sujo como a estação da luz

nos vídeosfilmes de TV
eu quero um clipe
nos teus seios quentes
uma cilada em tuas coxas japa
como uma flecha em tuas costas índia
ninja, gueixa eu quero a rota teu país ou mapa

teu território devastar inteiro
como uma vela ao mar de fevereiro
molhar teu cio e me esquecer na lapa



Artur Gomes - SampleAndo


domingo, 8 de setembro de 2013

4º Circuito Cultural de Arte Entre Povos - Itaguara-MG



na foto da direita para a esquerda: Artur Gomes(poeta, ator, video maker, produtor cultural - Brasil),  Francisco Rivero(artista plástico - Cuba), Irênio(Editora Inverta), Pablo Trova(músico/trovador - Chile) Alisson Diego(Prefeito de Itaguara-MG), Cassio Oliveira(Secretário Municipal de Cultura - Itaguara-MG), Carlos Pronzato(cineasta- Argentina)  e Gelson(Editora Inverta
turma da Oficina de Poesia Falada e Produção de Vídeo - Pedra Dourada-MG



jura secreta 27

eu sou drummundo
e me confundo 
na matéria amorosa
posso estar na fina flor da juventude
ou atitude 
de uma rima primorosa
e até na pele pedra 
quando invoco
baratino então provoco
um barafundo cabralino
e meto letra no meu verso
estando prosa
e vou pro fundo do mais fundo
o mais profundo mineral
guimarães rosa



SagaraNAgens Fulinaímicas

guima 
meu mestre guima
em mil perdões
eu vos peço
por esta obra encarnada
na carne cabra da peste
da hygia ferreira bem casta

aqui nas bandas do leste
a fome de carne é madrasta

ave palavra profana
cabala que vos fazia
veredas em mais sagaranas
a morte em vidas severinas
tal qual antropofagia
teu grande serTão vou cumer

nem joão cabral severino
nem virgulino de matraca
nem meu padrinho de pia
me ensinou usar faca
ou da palavra o fazer

a ferramenta que afino
roubei do mestre drummundo
que o diabo giramundo
é o narciso do meu Ser

Mar de Búzios 

vaza sob meus pés 
um rio das ostras 
e as  minhas mãos em conchas 
passeiam o mangue dos teus seios 
e provocam o fluxo do teu sangue 

os caranguejos olham admirados 
a volúpia dos teus cios 
quando me entregas o que traz 
por entre as praias 
e permites desatar 
todos os nós do teu umbigo 

transbordando mar de búzios 
- oceanos 

atlântico pulsar entre dois corpos 
que se descobrem peixes 
e mergulham profundezas 
qualquer que seja  a hora 
em que se beijam num pontal 
em comunhão total com a natureza


artur gomes


https://www.facebook.com/artur.gomes.9083/media_set?set=a.10201813239673630.1073741870.1261354236&type=1
http://www.youtube.com/watch?v=Ef9uh45CJQ0

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná