domingo, 19 de janeiro de 2014

A Arte Educação Pelo Fragmento



RUIDURBANOS: Uilcon Pereira In Memória
A Arte Educação Pelo Fragmento



Em 1995 com o Projeto – Retalhos Imortais do SerAfim – Oswald de Andrade Nada Sabia de Mim – executado pelo Sesc São Paulo, onde Uilcon Pereira foi um dos protagonistas, aprendi com Oswald a olhar com olhos livres para ver.


E com Uilcon Pereira aprendi a olhar com os olhos livres para V(l)ER


projeto multi mídia para revitalização da memória e re-criação do universo macunaímico de Uilcon Pereira o grande Mestre através de múltiplas linguagens

1. Exposição de poemas gráfico.visuais
2. Performance poético teatrais
3. Oficinas Cine Teatro Poesia
4. Workshops
5. Produção da Cine Novela RUIDURBANOS




os poemas gráfico visuais devem ser enviados para:



Fulinaíma Produções
Rua José Perlingeiro Jr, 26 – Jockey Clube
Campos dos Goytacazes-RJ – 2802-046
Mais informações pelo e-mail portalfulinaima@gmail.com




Artur Gomes
(22)99815-1266
(21)9694-4999




 estrela do curta Baby Cadelinha



baby  cadelinha


curta com poema de Artur Gomes musicado e cantado
por Naiman, filmado em Bento Gonçalves-RS com a participaçãop de Isadora Zecchin www.musadaminhacannon.blogspot.com

devemos não ter pressa
a lâmina acesa sob o esterco de vênus
onde me perco mais me encontro menos
de tudo o que não sei
só fere mais quem menos sabe
sabre de mim baioneta estética
cortando os versos do teu descalabro

visto uma vaca triste como a tua cara:
 estrela cão meu gatilho morro
a poesia é o salto de uma vara

disse-me uma vez quem não me disse
ferve o olho do tigre quando plasma
letal a veia no líquido do além
cavalo máquina meu coração quando engatilho

 devemos não ter pressa
a lâmina acesa sob os demônios de eros
onde minto mais porque não veros
fisto uma festa a mais que tua vera

cadela pão meu filho forro
a poesia é o auto de uma fera

devemos não ter pressa
a lâmina acesa sob os panos quem incesta
perfume o odor final do melodrama
sobras de mim papel e resma
impressão letal dos meus dedos imprensados
misto uma merda a mais que tua garra:

panela estrada grão socorro
a poesia é o fausto de uma farra

artur gomes

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná