terça-feira, 15 de abril de 2014

fulinaíma sax blues poesia



FULINAÍMA PRODUÇÕES &
Blog SHOW FRANCISCO apresentam:
FULINAÍMA SAX BLUES POESIA

Hoje - 15 de Abril 2014 – Local: Dona Baronesa 21h

Dia 23 de Maio - 21h no Rancho do Peixe – Santa Clara - SFI

1964 – 2014 – 50 Anos de Golpe Militar
– venha soltar seu poema preso 

Artur Gomes + Reubes Pess + Dalton Freire – Participações Especiais: Lene Moraes + Renato Arpoador + Otávio Cabral



Brazilírica Pereira

neste país de fogo & palha
se falta lenha na fornalha
uma mordaz língua não falha
cospe grosso na panela
da imperial tropiCanalha

não me metam nestes planos
verdes/amarelos
meus dentes vãos armados
nem foices nem martelos
meus dentes encarnados
alvos brancos belos
já estão desenganados
desta sopa de farelos

ê fome negra
incessante
febre voraz - gigante
ê terra de tanta cruz
onde se deu primeira missa
índio rima com carniça
no pasto pros urubus

Artur Gomes
Suor & Cio - 1985




oficina de poesia falada e produção de vídeo

Oficina Cine Vídeo Teatro
produção da cine novela: RUIDURBANOS

Vídeo Instalação : RUIDURBANOS: Uilcon Pereira In Memória

fulinaíma produções
contato: portalfulinaima@gmail.com
Blog Show Francisco

Rancho do Peixe




nossas palavras escorrem
pelo escorrer dos anos
estradas virtuais
fossem algaravias
nosso desejo que não se concreta

e
eu tenho a fome entre os dedos
a sede entre os dentes
e a língua sobre a escrita
que ainda não fizemos

e o que brota desse amor latente
se o desejo é tua boca
no lençol dos dias?

Artur Gomes 

www.pelegrafia.blogspot.com 






Poética

essa estrada que vai dar
no mar dos teus mistérios
ou
essa estrada que vai dar
no mar dos teus silêncios
ou
apenas o caminho para o mar
na coluna vertebral
dos teus suplícios
ou
o poema puro ofício
de te oferecer amor, meu vício
e te querer estrada. Sim

Artur Gomes
www.carnavalhagumes.blogspot.com 

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná