fulinaíma

quarta-feira, 15 de junho de 2016

divina comédia



divina comédia

tem mistérios no meu corpo
que ainda não tem nome
leio a Divina Comédia de Dante
enquanto o livro pega fogo
em minhas mãos num mar de quantas
vezes mergulhamos tanto
metáforas à parte
meu desejo explícito
desde aquela praia
no primeiro instante
que desvirginou  meu corpo
derramando mel e sal no  líquido
quando me fez amante

Gigi Mocidade

Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná