fulinaíma

domingo, 4 de dezembro de 2016

Suor & Cio




Engenho

minha terra
é
de senzalas tantas
e enterra em ti
milhões de outras esperanças.

soterra em teus grilhões
a voz que tenta - avança
planta em ti
como canavial que a foice corta.

mas cravado em ti
me ponho a luta
mesmo sabendo -  o vão
- estreito em cada porta.

Artur Gomes
in Suor & Cio - 1985

obs.: em 1987 este poema foi publicado na Antologia Carne Viva - a primeira antologia de poesia erótica publicada no Brasil, organizada por Olga Savary.



Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná