domingo, 1 de dezembro de 2019

poesia proibida



Poesia Proibida

é um curta de Jiddu Saldanha em parceria com Artur Gomes, para o seu projeto Cinema Possível. A parceria dos dois começou em 2007, quando  Artur Gomes voltou de Brasília com uma pequena câmera cannon de 5 mega pixels comprada numa feira na periferia do distrito federal. A partir daí começaram os delírios audiovisuais dessa parceria inusitada.

Poesia Proibida começou a ser filmado em Cabo Frio, naquele mesmo ano de 2007, e as primeiras aventuras  da dupla: mímico/poeta foram podemos assim dizer hilárias, que já assistiu os delírios em TROPICALIRISMO  sabe do que estou falando. Poesia Proibida, tem cenas filmadas em Cabo Frio, Lapa, e Parque das Ruínas, num domingo de Rock e Poesia, com diversas participações inusitadas de Fil Buc (filho de Artur Gomes), Hilda Cequeira, May Pasquetti, Marisa Vieira, Margareth Bravo e muitas outras.

O título : Poesia Proibida, com certeza vem do poema Carne Proibida, do livro Suor & Cio de 1985, um dos poemas de Artur Gomes, que Jiddu Saldanha gosta de falar. O Proibido na obra poética de Artur Gomes, vem desde a décadas de 70/80 quando ainda linotipista na então Escola Técnica Federal de Campos, teve diversas de suas peças proibidas de ser encenadas com os estudantes  da ETFC que ele cooptava para o início da sua trajetória com  Teatro.

Carne Proibida

o preço atual
proíbes que me comas
mas pra ti estou de graça
pra ti não tenho preço
sou eu quem me ofereço
a ti: músculo & osso
leva-me à boca
e completa do teu almoço

do livro Suor & Cio
MVPB Edições 1985

Fulinaíma MultiProjetos
portalfulinaima@gmail.com
(22)99815-1268 - whatsapp








Nenhum comentário:

CAMPOS DOS GOYTACAZES

Quem sou eu

Minha foto
meu coração marçal tupã sangra tupi e rock and roll meu sangue tupiniquim em corpo tupinambá samba jongo maculelê maracatu boi bumbá a veia de curumim é coca cola e guaraná